Solidariedade contra o bloqueio e o terrorismo

A abertura da exposição fotográfica ‘Solidariedade vs. Bloqueio’ constituiu uma clara evidência para lembrar a injusta prisão que sofreram os Cinco Heróis, apreendidos em 12 de setembro de 1998 e liberados pela voz unânime daqueles que exigiram sua liberdade durante mais de uma década em Cuba e no mundo.

As fotos, exibidas na sede havanesa do Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP), flagram as ações desenvolvidas por amigos solidários do mundo para apoiar a Revolução Cubana nos projetos de desafios como a Caravana dos Pastores pela Paz, e as brigadas Venceremos e Juan Ríus Rivera, integradas por cidadãos estadunidenses e de Porto Rico que reclamam seu pleno direito de viajar a Cuba sem pedir licenças ao Departamento do Tesouro. Continuar lendo

Anúncios

Enquanto houver bloqueio, haverá debate nas Nações Unidas

Photo: Cubaminrex

Texto na íntegra da apresentação do Relatório de Cuba sobre a Resolução 70/5 da Assembleia Geral das Nações Unidas, intitulada ‘Necessidade de pôr fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos da América

 

Apresentação do Relatório de Cuba sobre a Resolução 70/5 da Assembleia Geral das Nações Unidas, intitulado ‘Necessidade de pôr fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos de América contra Cuba’, pelo ministro das Relações Exteriores, Bruno Rodríguez Parrilla, perante a imprensa nacional e estrangeira presente em Havana, no MINREX, em 9 de setembro de 2016, “Ano 58º da Revolução”

 

(Tradução da versão estenográfica do Conselho de Estado)

• Moderador.— Encontram-se presentes um total de 66 correspondentes de 34 meios de imprensa estrangeiros de 18 países, além dos representantes dos principais órgãos da mídia nacional.

Este comparecimento está sendo transmitido ao vivo pelos canais Cubavisión, Cubavisión Internacional e Telesur, bem como por Radio Habana Cuba e Radio Rebelde, e na Internet através do canal YouTube, no site http://www.cubacontrabloqueio.cu.

Continuar lendo

Educação Especial em Cuba: uma bela obra, que o bloqueio não conseguiu afastar do coração

Por: Otilia Raisa Martin Wolf 

A educação especial tem sido  afetada pelo bloqueio que mais de 50 anos, o governo dos Estados Unidos mantém contra Cuba. Esta política tem causado enormes prejuízos materiais para Cuba, alem dos esforços do governo cubano para continuar a tarefa nobre, é uma obra de amor infinito.Um exemplo disso é a escola especial 14 de junho Guantanamo.

“O desafio cardeal desta escola especial, é reabilitar os alunos com necessidades educativas especiais e, em seguida, incorporá-las na sociedade.” Então Dagmaris Bosch diz Soler, Doutor em Ciências Pedagógicas e desde a sua fundação, diretor do centro de estudo onde 175 crianças com necessidades educativas especiais, incluindo dois cegos, baixa visão 34, 99 estrabismo e ambliopia, 3 surdos-cegos e surdos 37 e com dificuldade de audição de toda a província oriental, incluindo as áreas das montanhas.

Continuar lendo

Apenas EUA e Israel votam contra fim do bloqueio a Cuba

Aconteceu nesta terça-feira (27) uma nova Assembleia Geral da ONU para debater o fim do bloqueio dos Estados Unidos a Cuba que já dura mais de 50 anos. Pela primeira vez 191 países votaram a favor da causa da ilha, apenas Israel e o país responsável pela ingerência foram contra, não houve abstenções.

Pela primeira vez todos os países membros da ONU, com exceção dos EUA e Israel, votaram pelo fim do bloqueio da ilhaPela primeira vez todos os países membros da ONU, com exceção dos EUA e Israel, votaram pelo fim do bloqueio da ilha

Esta foi a 24ª votação consecutiva que a maioria dos países se pronunciou favorável ao projeto intitulado Necessidade de pôr fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos a Cuba.

Continuar lendo

Bloqueio não diminuiu a espiritualidade cubana

O bloqueio dos Estados Unidos contra Cuba, embora signifique dificuldades materiais, não diminuiu a espiritualidade do país, pelo contrário, é um fator de resistência, afirmou Frei Betto.

Em declarações à imprensa após sua participação no simpósio internacional “A Revolução Cubana: Origem e desenvolvimento histórico” que se encerra nesta capital, Frei Betto destacou que o Congresso dos Estados Unidos perdeu a oportunidade de oferecer o maior presente que poderia ter feito ao receber a visita do Papa Francisco pela primeira vez na história: a suspensão do bloqueio econômico, financeiro e comercial.

Betto recordou que o presidente Barack Obama declarou em 17 de dezembro de 2014 que esta política contra Cuba foi um fracasso. Continuar lendo