República dilui-se a cada minuto

É grande a pressão para que o presidente Michel Temer renuncie ao mandato. A assessoria da presidência já avisou à imprensa que ele deve fazer um pronunciamento nas próximas horas. Temer ainda está reunido com ministros e membros da base aliada.

Até o início da madrugada, chegou a ser veiculada a informação de que ele se recusava a renunciar e queria ter acesso ao conteúdo das gravações feitas pelos delatores da JBS. No entanto, com a crescente repercussão da notícia, a base aliada passou a reverberar a renúncia como solução para evitar o aprofundamento da crise.

Na entrada da chapelaria do Senado Federal a movimentação é grande por conta da Operação de busca e apreensão da PF que ainda acontece dentro de gabinetes do Congresso Nacional.

O deputado Alessandro Molon (REDE) comentou agora há pouco que pediu ao presidente da Casa, Rodrigo Maia, para que coloque em pauta o pedido de impeachment de Michel Temer, protocolado por ele na noite desta quarta-feira, e não o anexe ao outro processo que já havia na casa desde o período em que Eduardo Cunha era o presidente da Câmara. Isso para que haja celeridade e para que seja analisado o processo a partir das últimas denúncias.

Os partidos que compõem a base aliada do governo Temer já começaram a fazer reuniões também, para avaliar os próximos passos. Há uma movimentação atípica para uma quinta-feira no Congresso e já se sabe que a oposição acordou em paralisar os plenários da Câmara e do Senado até que saia a renúncia.

A Operação da PF prendeu agora há pouco a irmã de Aécio, Andreia Neves, na região central de Belo Horizonte (MG) mas ainda não foi esclarecido o motivo desta prisão. O próprio Senador Aécio Neves pode ser preso ainda hoje. Há um pedido da PGR, pelo procurador-geral Rodrigo Janot, mas o relator da Lava Jato no STF preferiu apenas afastá-lo do cargo e levar ao plenário da côrte a decisão sobre a prisão.

Aécio Neves, supostamente aparece nas gravações (que ainda não foram liberadas por Fachin) pedindo $ 2 milhões para a JBS. O dinheiro teria sido entregue à família Perrela, já envolvida no chamado escândalo do Helicoca, quando foi apreendido pela PF um helicóptero com meia tonelada de pasta base de cocaína.

A discussão agora passa pelas muitas possibilidades de transição. Ela pode acontecer de maneira diferente da prevista, se for aprovada a PEC das Diretas Já, protocolada pelo Deputado Miro Teixeira ainda no ano passado. Confira o texto da PEC que dá nova redação ao Artigo 81 da Constituição:

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 227, DE 2016*
(Do sr. DEPUTADO MIRO TEIXEIRA E OUTROS)

Prevê eleições diretas no caso de vacância da Presidência da República, exceto nos seis últimos meses do mandato.

Dê-se ao § 1º do Artigo 81 da Constituição Federal a seguinte redação:

*Art. 81 – Vagando os cargos de Presidente e VicePresidente da República, far-se-á eleição noventa dias depois de aberta a última vaga. § 1º – Ocorrendo a vacância nos últimos seis meses do período presidencial, a eleição para ambos os cargos será feita trinta dias depois da última vaga, pelo Congresso Nacional, na forma da lei. (NR)*

Anúncios

Deje su comentario - Deixe seu comentário - Leave your comment

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s