Aécio Neves e o Senado: a emenda foi pior que o soneto

Está em curso uma verdadeira onda de críticas e questionamentos nas redes sociais – até aqui foram mais de 65 mil compartilhamentos somente na rede social Facebook-,  sobre o que o senador tucado Aécio Neves faz no Congresso Nacional, já que a semanária Veja publicou, está semana, que o referido parlamentar tem o pior desempenho de 2014.

Gabriela Korossy/Agência Câmara

image

Com a repercussão, a Editora Abril se viu obrigada a explicar. Afinal a famigerada Revista encurralou o candidato que apoiou abertamente nas últimas eleições.

Em nota, a Editora tentou explicar que o processo eleitoral prejudiou o desempenho do tucano. Porém, informações publicadas pelo Congresso em Foco em julho de 2014 apontam, já antes mesmo da campanha, o reduzido número de propostas apresentadas pelo senador.

Como justificativa, a nota tentar explicar que “sua posição no Ranking do Progresso em 2014 é, portanto, um ponto absolutamente fora da curva.”

E tem mais, se o argumento é válido, por que não ocorreu o mesmo com os os dois primeiros candidatos nesse ranking? Os senadores Eduardo Amorim (PSC-SE) e Lindbergh Farias (PT-RJ), também foram candidatos a cargos majoritários em 2014, aos governos de Sergipe e Rio de Janeiro respectivamente, mas seus desempenhos não foram afetados.

Joanne Mota
Da Redação do Vermelho
Com informações do Brasil247

Anúncios

Um comentário sobre “Aécio Neves e o Senado: a emenda foi pior que o soneto

Deje su comentario - Deixe seu comentário - Leave your comment

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s