Cuba abre primeiro centro para tratar idosos com Alzheimer

Jornal do Comércio do Brás

Cuba abriu o primeiro centro para idosos com Alzheimer, doença da qual padecem 130.000 cubanos, como parte de um plano para encarar o envelhecimento da população, informou um funcionário desta sexta-feira.

“Foi aberta de forma experimental uma Casa de Avós no município Playa (no oeste de Havana), destinada a adultos idosos com deterioração cognitivo e demência”, destacou Alberto Fernández, chefe do Departamento do Adulto Idoso do Ministério de Saúde Pública, citado pelo jornal oficial Granma.

Nas casas dos avós, os idosos padecem durante o dia, mas às noites voltam para as casas de suas famílias.

“Em Cuba, cerca de 130.000 pessoas sofrem de Alzheimer”, uma doença que faz perder a memória e a linguagem de forma progressiva e que até agora não tem cura, disse Fernández.

Esta cifra “aumentará”, “daí que estes centros se estendam depois a todo o país”, acrescentou.

O Granma noticiou que este…

Ver o post original 142 mais palavras

Anúncios

Deje su comentario - Deixe seu comentário - Leave your comment

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s