A informatização da sociedade, uma prioridade para Cuba

Brasil – José Martí

segunda-feira, 15 de dezembro 2014      

Havana, 12 dez (AIN) Editorial Granma, em Cuba vai informatizar sua sociedade, apesar do bloqueio e inimigo planeja subverter a essência do processo revolucionário.

Cuba foi e está determinado a se conectar com o mundo, apesar da propaganda contra o bloqueio econômico, a vigilância redobrada e guerras de quarta geração. A decisão é feita não só para beber daquela imensa fonte de conhecimento que é a “estrada da informação”, mas para colocar nele o melhor da nossa cultura, da educação, do conhecimento e do humanismo, que são a fundação do núcleo da Revolução Cubana e pensando em seus líderes.

Informatização, que se estende por vários anos, demonstra a vontade política do país, trazendo mais e mais novas tecnologias para a população, que é apoiada pelas Diretrizes da Política Econômica e Social do Partido e da Revolução, que rege as transformações em curso, e presumir que não é possível uma sociedade próspera e sustentável sem subordinar essas ferramentas objetivos para garantir o acesso ao conhecimento, eficiência, produtividade e excelência.

Além disso, a Primeira Conferência Nacional do Partido traçou como um dos seus objectivos “para tirar proveito da tecnologia da informação e comunicações, como ferramentas para o desenvolvimento da economia do conhecimento e da atividade política e ideológica; expor a imagem de Cuba e da verdade, e para combater ações subversivas contra nosso país. ”

Nos últimos anos o progresso da conectividade em Cuba têm-se centrado no desenvolvimento de capacidades na infra-estrutura de telecomunicações, em termos de reforço da conectividade social e desenvolver o gerenciamento automatizado de setores estratégicos, como serviços bancários, financeiros, transportes electroenergetic projetos macroeconômicas e de desenvolvimento, como a Zona de Desenvolvimento Econômico especial de Mariel e Petroquímica Cienfuegos.

Os investimentos substanciais para expandir e modernizar a infra-estrutura têm permitido não só para abrir serviços como telefonia móvel e da Internet, mas dar-lhes um uso social, priorizando e subsidiar, em muitos casos estas instalações em sectores como a educação, ciência, saúde, cultura e desenvolvimento científico.

Um exemplo concreto de tal programa é destinado a criação de uma infra-estrutura para armazenar e processar informação, através da modernização dos centros de dados no país, além da construção de uma rede que fornece opções de conectividade via mídia computador fixo e móveis (celulares, tablets e laptops).

Nesse sentido, temos estabelecido mecanismos administrativos e de negócios que garantam sustentabilidade e soberania tecnológica para a massificação dos serviços de acesso à Internet.

O balão de ensaio tem sido a abertura de 154 quartos de navegação Pública, espalhados por todo o país, como um prelúdio para a massa de serviços de dados que permitem que o país atinja a comercialização de acesso de banda larga (acesso à rede mais rápido e benefícios), que funciona como hoje. Para isso deve ser que Cuba já tem quase três milhões de usuários com acesso a redes, incluindo plataformas institucionais, e-mails e Internet; tem um número similar de clientes de telefonia móvel, dos quais mais de meio milhão de e-mail de acesso via dispositivo móvel.

A extensão de opções de conectividade em múltiplos espaços, que também incluirá bibliotecas e Correios, se junta a outras iniciativas, como a distribuição de conteúdos através de telefones celulares eo desenvolvimento de plataformas para a universidade e redes institucionais que poderiam estender seu serviço a toda a sociedade, atualmente em desenvolvimento e implementação.

Estas e outras medidas são o resultado da implementação gradual de 26 projetos que fazem parte da plataforma de rede de computador nacional de Cuba, concebido para garantir de forma soberana a presença de conteúdo produzido pelo país com qualidade, diversidade e representatividade, dirigida e administrada por entidades cubanas, a fim de satisfazer as necessidades de informação e de serviços da sociedade, bem como a garantia de acesso a redes internacionais.

A estratégia também vê a criação de novas capacidades de acesso as tecnologias sem fio, integração de dados e redes institucionais ordenadas, como nas áreas de saúde pública, da educação, do ensino superior e da utilização da cultura, que são conhecidos por cubanos usuários (INFOMED, rimed, REDUNIV e CUBARTE), que serão hospedados em servidores de alto desempenho que irão facilitar o seu uso potencial. Ele também inclui o desenvolvimento de jogos de vídeo e conteúdo educacional e histórico multimídia e actualização da base normativa sobre o uso da tecnologia da informação e comunicações.

Em paralelo, a introdução da televisão digital no país, precedida por um amplo processo de desenvolvimento de infra-estrutura de comunicações, o que reduz a quase zero as zonas de silêncio e moderniza a TV estande progride. Este processo mantém mesmo ritmo dos progressos neste domínio a nível internacional.

A introdução da televisão digital terrestre -translated para a população em “caixa” -tem envolveu a realização de grandes investimentos durante 2013 e 2014. A primeira fase tem permitido 35 transmissores instalados cobrindo toda a província de La Habana, capitais provinciais e várias aldeias e abrangem uma área potencial de aproximadamente cinco milhões de espectadores. Actualmente oito canais e seis estações de rádio e um canal de dados, como o valor acrescentado são transmitidos.

Em 2015 está prevista a instalar 17 novos transmissores de acordo com a continuar a aumentar a cobertura dessa produção de serviços, equipamentos de transporte de sinal aquisição e televisão, bem como quatro laboratórios de universidades com faculdades de telecomunicações. Da mesma forma continuará a digitalização de produção de televisão, já começou ICRT cinco telecentros e sistema de informação, enquanto um estúdio equipado com a nova tecnologia e adquiriu uma unidade móvel HD, que é esperado para melhorar a serviços oferecidos à população.

Esses processos não são sem fraquezas e vulnerabilidades gerado comentários e insatisfações da população, o que exige a cada dia mais e mais serviços, além do desafio da indústria de info-comunicações e envolve a maioria das instituições e da sociedade em geral.

Na execução desses projetos, a Revolução teve de enfrentar não apenas as restrições apertar o bloqueio, mas também a hostilidade de algumas agências do governo dos EUA e elementos isolados que se agarram a utilizar as novas tecnologias de informação e comunicações para subverter e tentar mudar o nosso sistema político. Para que os danos crescentes causados à nação por eventos cibernéticos, principalmente ataques a computadores com implicações para a segurança nacional e acrescenta internacional.

Como revelou a imprensa norte-americana, o governo dos EUA se mudou para esta área a maior parte do orçamento destinado à ordem ideológica e interna na subversão política do país. Entre as ações mais divulgados é ZunZuneo, uma rede de serviços de correio nacionais paralelas, procurando enviar conteúdos contra o governo cubano. Mais recentemente, eles chegaram a revelações de luz sobre os programas secretos que empregam emissários de diferentes países para promover o estudo orientado para a ação inimiga e identificação de jovens que poderiam se tornar potencial “agentes de mudança” e tentam atrair suas ações subversivas artistas cubanos.

Apesar de todos os perigos, longe de limitar a nação, criaram a infra-estrutura e quadro jurídico e institucional necessário para defender o país e garantir o desenvolvimento sustentável da informatização da sociedade cubana. Ao mesmo tempo, procura reforçar a cooperação internacional neste domínio.

Cuba avança na informatização da sociedade segura, lentamente, mas certamente ciente de que a era da Internet e das novas tecnologias deve ser um lugar de aprendizagem, de desenvolvimento, inclusive e seguro, para garantir a invulnerabilidade da Revolução a defesa da cultura e do socialismo construção sustentável nosso povo.

Anúncios

Deje su comentario - Deixe seu comentário - Leave your comment

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s