Cuba exportado para outros países de trinta medicamentos

Cuba exporta a otros países una treintena de medicamentos
Mais de 50 nações adquirir medicamentos e tecnologias de Cuba, um dos principais itens de exportação do arquipélago, Faife disse Victor Perez, chefe do Departamento de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde Pública.
Trinta próprios de novos produtos de Cuba e um grupo de genéricos exportados para os países membros da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América (ALBA) e outros países da Ásia, África e até mesmo da Europa, disse o funcionário, citado hoje Juventud Rebelde.Por Enquanto isso, Gustavo Sierra Gonzalez, VP BioCubaFarma, informou também exportar tecnologias de diagnóstico e equipamentos que permitem a detecção precoce de malformações congênitas, doenças hereditárias e outras condições.
Ele ressaltou a implementação, para unidades de terapia intensiva, uma equipe capaz de medir em pacientes criticamente enfermos as proporções de gases em respirar, o que é muito importante na decisão do tipo de tratamento e salvar vidas.

Sierra Gonzalez disse que Cuba tem fabricação de produtos em vários continentes e excel nestes mercados aquelas para aparelhos auditivos, para melhorar a aprendizagem e deficiência resolver.

Entre os produtos mais importantes é o Heberprot P, que foi aplicada em cerca de 110 mil pacientes de diferentes nações e é voltado para o tratamento das complicações de úlceras do pé diabético e prevenir a amputação, disse ele.

Para o tratamento do câncer, aumentar o uso de estimulantes e vacinas para despertar própria defesa do organismo e fazer essa ser a principal arma para combater o tumor, sem recorrer, em grande medida, quimioterapia, radioterapia e grande cirurgias, disse ele.

Ele disse que, nesse sentido, o país tem vários anticorpos monoclonais humanizados de alta qualidade, cobiçado do mundo nos mercados mais exigentes.

Vacinas como Cimavax-EGF e Vaxira tiveram resultados significativos no tratamento de câncer de pulmão de células não pequenas, argumentou.

Sierra González reiterou a prontidão dos cientistas cubanos para contribuir para a luta contra o Ebola.

Cerca de 70 por cento dos 888 medicamentos que compõem o quadro de base são produzidos internamente, enquanto que apenas 290 são importados de outros países. No entanto, uma vez que a indústria farmacêutica cubana investigando 150 delas para substituir as importações.

Anúncios

Deje su comentario - Deixe seu comentário - Leave your comment

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s